• seja + solidário
  • formacao pedagogica
  • segunda licenciatura
  • nota 4
  • cont parceiros
Home • Notícias
Notícias
Especialização, MBA ou mestrado: o que é melhor para sua carreira
02/03/2020
Você é um profissional já formado que pensa em complementar a graduação com outro curso para conseguir alçar voos mais altos dentro da empresa, mas tem dúvida do que é melhor para a sua carreira?

O UOL ouviu três especialistas em carreira e gestão de pessoas sobre qual a melhor opção a escolher: especialização, MBA (Master of Business Administration) ou mestrado. A primeira questão é avaliar seus objetivos na carreira.

Matilde Berna, sócia diretora da SET Estratégia e RH, diz ser essencial um bom planejamento sobre qual curso escolher para que esteja bem direcionado e alcance resultados. "Quando falamos em um bom planejamento, a primeira coisa a avaliar são seus objetivos de carreira a curto, médio e longo prazo", declarou.

Por exemplo: Se seu objetivo de carreira for acadêmico, o ideal é que tenha um mestrado e com o tempo avance até para um doutorado. Mas, se seu objetivo não for este, uma especialização ou MBA poderá ser mais útil.

"O profissional deve levar em conta um fator que a maioria despreza: a gestão da própria carreira, ou seja, quais degraus ele deseja trilhar para crescer", diz Paulette Melo, PhD e professora de Gestão de Pessoas e Liderança para MBA e CEO da FGV (Fundação Getulio Vargas).

Para isso, o profissional deve enxergar com clareza quem ele é, seu talento, habilidades, conhecimentos, valores, interesses e motivações, mas também o DNA da empresa em que trabalha, a cultura, a agilidade e a forma como a companhia reconhece e recompensa seus profissionais.

MBA ou mestrado profissional para cargos de gerência

Joel de Souza Dutra, coordenador do Programa de Gestão de Pessoas (Progep) da FIA (Fundação Instituto de Administração), diz que, para os profissionais que trabalham em áreas técnicas das empresas, o ideal é fazer uma especialização.

"Ele terá três ganhos: dar um upgrade dentro de sua área técnica, para estruturar todo o seu conhecimento e turbinar sua carreira; aprimorar o networking com pessoas da mesma área que a dele; e desenvolver uma visão crítica da corporação onde já trabalha", afirmou.

Segundo Dutra, em média, após cinco anos de formado, sua carreira estará mais madura e vai chegar a uma bifurcação: continuar fazendo especializações ou partir para o MBA ou mestrado profissional.

"Em geral, esse é o tempo que se leva para atingir cargos de gerência dentro da corporação. Cargos de gerência têm acesso à arena política da empresa, na qual as decisões são tomadas. Está na hora, portanto, de fazer um MBA ou mestrado profissional para ter uma visão sistêmica do negócio como um todo. Isso irá alavancar sua carreira", afirmou.

Para Dutra, o profissional que optar por MBA ou mestrado profissional antes de atingir cargos de gerência na empresa não aproveita todo o ensinamento dos cursos, que são mais focados na prática do dia a dia.

Veja as diferenças entre especialização, MBA e mestrado

Especialização e MBA são considerados "pós-graduação lato sensu" e direcionados para um tema específico e com forte conexão com o mundo do trabalho, negócios, estratégia e gestão. Podem ser concluídos entre 12 e 24 meses, dependendo da carga horária e frequência do curso.

Os cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) têm uma conotação mais acadêmica. Mais focados em pesquisas, formando pesquisadores ou professores universitários, esses cursos são mais longos e mais intensos, devido a uma demanda muito mais pesada em termos de conhecimento e produção científica.

Duram, em média, quatro anos. Mas, nesta categoria, também há o mestrado profissional, com duração de dois anos, para aperfeiçoamento da vida profissional.

"O mestrado está em sinergia com sua formação acadêmica. É profundo e bastante exigente, fazendo de você um mestre em determinado assunto", diz Matilde.

Segundo ela, um curso de especialização ou MBA não será o responsável por seu aumento de salário ou promoção; há outros tantos fatores que influenciarão nesta decisão.

"No entanto, estes cursos lhe trarão novos conhecimentos, aprendizados, contato com o que está acontecendo no mundo, além de provocações que farão você sair de sua zona de conforto e, tudo isso, fará com que você possa se diferenciar aumentando suas competências, desempenho e resultados."

Cursos devem trazer resultados para a empresa

Segundo Matilde, com exceção do mercado acadêmico que exige mestrado ou doutorado, o que trará valor para o profissional em sua empresa não é o tipo de curso que fez em sua pós-graduação, mas o quanto ele consegue reverter seu aprendizado em resultados concretos para a companhia onde trabalha.

"A pergunta não é quem tem mais valor: o profissional com MBA ou com especialização. A pergunta a fazer é essa: 'Qual trará mais resultado para a organização onde trabalho?'. Por isso leve em consideração, dentro de sua condição financeira, o que o ajudará mais a trazer resultado para sua empresa e carreira."

Avaliar o custo-benefício

Mestrado profissional e MBA são mais caros. "O profissional tem um universo muito grande de opções. É preciso perceber o que ele pode ganhar com esse investimento. Avalie o custo-benefício", afirmou Dutra.

Para Paulette, o profissional deve avaliar a relação investimento/retorno, ou seja, qual o ganho em termos de melhoria na sua performance com uma possível pós-graduação concluída.

Profissional não deve parar de estudar

A professora da FGV diz que, independente do tipo de pós-graduação que escolher, a realidade é que o profissional terá que estudar durante toda a vida. "Isso é irrefutável. O profissional de hoje é conhecido pelas escolas de negócios como 'lifelong learner', ou seja, um profissional que aprende durante toda a vida", declarou.

Para ela, o profissional deve se perguntar "Quais competências são essenciais para que o trabalho que realizo seja feito com excelência?" e "Qual o perfil do profissional global do século 21?"

Cursos Já Visitados
Faculdade Educamais nofacebook
  • Envie-nos suas Dúvidas